Home Data de criação : 09/08/26 Última atualização : 12/01/23 10:57 / 23 Artigos publicados

Gabarito do Prova Cód. 65 – Prof. de Educ. Inf. e Fund de Santo André 08/2011  (Didatica II) escrito em segunda 23 janeiro 2012 10:57

PREFEITURA MUNICIPAL DE SANTO ANDRÉ

SECRETARIA DE ADMINISTRAÇÃO E MODERNIZAÇÃO

EDITAL DE CONCURSO PÚBLICO - 08/2011

 Cód. 65 – Professor de Educação Infantil e Ensino Fundamental

 01 = (B);  02 = (C);  03 = (A);   04 = (D);    05 = (C);  06 = (B);  07 = (B);  08 = (A);  09 = (C);  10 = (D); 

 11 = (C);  12 = (A);   13 = (B);  14 = (B);  15 = (A);  16 = (C);  17 = (B);  18 = (A);  19 = (D);  20 = (C);

 21 = (B);  22 = (C);  23 = (D);  24 = (C);  25 = (B);  26 = (D);  27 = (A);  28 = (C);   29 = (A);   30 = (B);

 31 = (C);  32 = (B);  33 = (D);  34 = (A);  35 = (C);  36 = (B);   37 = (A);  38 = (D);  39 = (B);  40 = (D);

permalink

Concurso de Santo André de Professor de Educação Infantil e Ensino Fundamental  (Didatica II) escrito em sexta 06 janeiro 2012 16:37

O que cairá no concurso ?

   -  Leitura e Alfabetização. Desenvolvimento da criança. Cuidar e Educar. Projeto Político Pedagógico. Currículo. Ciclos. O trabalho por Projetos. Planejamento e avaliação. As diferentes perspectivas de análise da relação pedagógica. A legislação da educação.

 

 Bibliografia:

 

  • FREIRE, Paulo. Pedagogia do Oprimido. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1987
  • HOFFMANN, Jussara. Avaliação: mito e desafio - uma perspectiva construtivista. Porto Alegre: Educação e Realidade, 1991.
  •      LIBÂNEO, José Carlos. Didática. São Paulo: Cortez, 1994
    MACEDO, Lino de. Ensaios Construtivistas.  São Paulo: Casa do Psicólogo, 2010
  • ZABALA, Antoni. A prática educativa: como ensinar. Porto Alegre: ARTMED, 1998
  • TAILLE, Yves de La e outros. Piaget, Vygotsky e Wallon. Teorias psicogenéticas em discussão. São Paulo: Summus, 1992.
  • VYGOTSKY, L.S. A formação social da mente. São Paulo: Martins Fontes, 1984.
  •     BANDIOLI,  Anna; MANTOVANI, Susanna. Manual de Educação Infantil de 0 a 3 anos. Porto Alegre: Artmed, 1998.
  •     ZABALZA, Miguel. A Qualidade em Educação Infantil. Porto Alegre: Artmed, 1998.
  • PICONEZ, Stella. Educação escolar de jovens e adultos. 2.ed Campinas: Papirus, 2003.
  • FERREIRO, Emília; TEBEROSKY, Ana. Psicogênesis da língua escrita. Artmed, 1999.
  • FERREIRO, Emília. Reflexões sobre a alfabetização. São Paulo: Cortez, 1996.
  • LERNER, Délia. Ler e escrever na escola. O real, o possível e o necessário. Porto Alegre: ARTMED – Grupo A, 2002.
  • TEBEROSKY, Ana; COLOMER, Teresa. Aprender a Ler e Escrever. Porto Alegre: ARTMED – Grupo A, 2003.
  • PARRA, Cecília. Didática da Matemática. Porto Alegre: ARTMED, 1996.
  • PANIZA, Mabel. Ensinar matemática na educação infantil e nas séries iniciais: análise e propostas. Porto Alegre: ARTMED, 2006.
  • SMOLE, Kátia Cristina Stocco. A Matemática na Educação Infantil. Porto Alegre: ARTMED, 2000.
  • SMOLE, Kátia C. Stocco; DINIZ, Maria Ignez; CANDIDO, Patrícia. Cadernos do Mathema – Jogos de Matemática de 1º a 5º ano. Porto Alegre: ARTMED – Grupo A, 2007.
  • FAVERO, Eugênia Augusta Gonzaga. Direitos das Pessoas com Deficiência: Garantia de Igualdade na Diversidade. Rio de Janeiro: WVA, 2004.

Legislação e Textos Oficiais:

  • BRASIL. Constituição Federal. Arts205 a214 e art 60 dos ADCT. Emendas n.º 14/96, 53/06 e 59/09
  • Lei Federal n.º 9.394/96 - LDB
  • Lei Federal n.º 8.069/90 - ECA. Livro I: título I e  título II - arts 7º a 24 e53 a59; Livro II: títulos I, II e III.
  • CNE/CEB - Resolução n.º 1/2004, de 17 de junho de 2004. Institui Diretrizes Nacionais para a Educação das Relações Étnico-Raciais e para o Ensino de História e Cultura Afro-Brasileira e Africana.
  • BRASIL. Ensino Fundamental de 9 anos: orientações para a inclusão da criança de 6 anos de idade. Brasília: MEC/SEB
  • Lei Federal n.º 11.494/07 - FUNDEB
  • Lei Orgânica do Município de Santo André
  • Lei municipal n.º 1.492/59 e alterações posteriores - Estatuto do funcionário público. Arts161 a196
  • Lei municipal n.º 6.833/91 e alterações posteriores - Estatuto do magistério de Santo André
  • CNE/CEB - Resolução n.º 4/2010 - Diretrizes Curriculares Nacionais Gerais para a Educação Básica
  • CNE/CEB - Resolução n.º 7/2010 - Diretrizes Curriculares Nacionais para o Ensino de 9 anos
  • BRASIL. Parâmetros Curriculares Nacionais: Ensino Fundamental - 1ª a 4ª série. Brasília: MEC/SEB
  • BRASIL. Referencial Curricular Nacional para a Educação Infantil. Brasília: MEC/SEB
  • BRASIL. Parâmetros em ação: Alfabetização. Educação de Jovens e Adultos. Brasília: MEC/SEB


 

permalink

Plano de Aula na feito na Brinquedoteca  escrito em quinta 25 novembro 2010 08:11

 

PLANO DE AULA

Publico alvo: Alunos da E.E.Olga Fonseca ensino fundamental I

Faixa etária: 07 a 10 anos

Duração: 04 aulas (escolha do que será exposto, ensaio, preparação do figurino, apresentação) 

Áreas envolvidas: Português, Geografia e Artes.

Ferramentas utilizadas: letra da musica, toca cd, cd com musica historia de uma gata, figurinos diversos.

Conteúdo: Musical os saltimbancos de Chico Buarque

Objetivo:  Contação de história através da musica e representação corporal.

TEMA: HISTORIA DE UMA GATA

CONTEUDOS PROCEDIMENTAIS

CONTEUDOS CONCEITUAIS

CONTEUDOS ATITUDINAIS

Introdução: Contação de historia com formas diferentes da leitura convencional de livros.

 

Português: será trabalhado na leitura e memorização do repertorio musical.

Matemática: usado para contagem dos elementos que apresentarão o musical e contagem de tempo para cada um fazer a apresentação.

Geografia: este presente ao aluno observar que os animais saíram do campo para a cidade (Êxodo rural).

Artes:na confecção do cenário, ensaio geral e confecção dos figurinos.

Base transversal da discussão:

Esclarecer para os alunos que o contar uma historia pode envolver vários métodos e que a arte é muito importante podendo ser um instrumento utilizado nesta atividade e não só leitura de livros.

Conscientização de que o trabalho em cena é trabalhoso, passa por etapas e é preciso trabalho em grupo para poder acontecer.

 

 

Desenvolvimento: apresentação e uma leitura sobre o musical de Chico Buarque tirado da internet, passar a musica para saber o ritmo e a letra, escolher os participantes, escolher os figurinos, ensaiar e apresentar em dia pré-determinado.

 

Atitudes a serem viabilizadas: trabalho em grupo, utilização de material diferente do usado na sala de aula (livros não didáticos) apresentação de um trabalho teatral, onde o aluno poderá trabalhar a auto-estima, desenvoltura e apreciação pelo teatro.

Finalização: apresentação para as turmas de outras series.

 

 

AVALIAÇÃO: cada espectador ao ir apreciar a peça irá receber um cupom para avaliação no final da apresentação.

permalink

Considerações finais do trabalho na briquedoteca  (Conhecimento do Curriculo II) escrito em quinta 25 novembro 2010 11:04

 20/11/2010

CONSIDERAÇÕES FINAIS:

O trabalho desenvolvido pela turma do 6º semestre de pedagogia- manhã que foi proporcionar em um ambiente lúdico, acolhedor, onde a educação acontece valorizando e respeitando a criança, fazendo um momento de descontração a uma turma de alunos da Escola Estadual Olga Fonseca, com idades 07 a 10 anos, na sala da Binquedoteca, da UNIESP, foi bem desempenha pelos grupos, houve a maior participação de todos, e foi um momento de descontração e aprendizagem, houve superações de medo, nervosismo e timidez  ao ir para o palco.

As apresentações em meu caso foi uma experiência nova, aonde veio o friozinho na barriga de todos estarem nos observando e avaliando ao mesmo tempo, pensando qual a reação as crianças. Mais tudo ocorreu bem foi superados as ansiedade, e observei em cada carinha das crianças o olhar de entusiasmo e alegria, de ter presenciado a peça, aquele momento, sem falar do envolvimento e participação delas.

Foi um dia muito agradável, aprendemos realmente na pratica como cantar, brincar, apresentar peças e contar historias de uma forma lúdica, ver realmente a sua reação, com certeza para as crianças foi um aprendizado, pois tiveram a oportunidade de apreciar varias apresentações diferentes mais com o mesmo objetivo, aprendemos que realmente sair do ambiente escolar, ajudar na aprendizagem das crianças, e um bom recurso para ser usados pelos educadores, mais sempre com objetivos de aprendizagens.

Nesse processo de interação com a turma da Escola Estadual Olga Fonseca, foi observada, a participação, e a preocupação da professorar que os acompanhava, onde ficou o tempo todo com seus alunos, mostrou-se ser uma professora observadora, e isto foi um fator importante, porque além de valorizar o trabalho feito, incentivou os alunos a acompanharem sem muita algazarra.

Pontos negativos não ocorreram, pois estávamos ali com intuito de aprender, e proporcionar às crianças momentos criativos, alegres, com muito prazer e aprendizado, com certeza este trabalho que fará diferença na vida de cada um que participou.

 

 

 

 

Catia Lopes

Atenciosamente

 

 

 

permalink

revista escola  escrito em sexta 23 outubro 2009 20:56

permalink
|

Abrir a barra
Fechar a barra

Precisa estar conectado para enviar uma mensagem para pedagogiamanhade2008

Precisa estar conectado para adicionar pedagogiamanhade2008 para os seus amigos

 
Criar um blog